(11) 98743-4543

Praça da Sé, 158 - Cjs. 601-603 - Centro Histórico - São Paulo/SP - CEP: 01001-001
Telefones: (11) 3081-4376 e 3105-0672 contato@palmierielyraadvocacia.com.br

Inventário: Dúvidas mais frequentes

Formulário de Contato

Ao inserir seus dados, você autoriza o contato por e-mail ou telefone.

Enviando...

Quando suas preocupações são assuntos delicados como inventários, testamentos, herança e divisão de bens, sabemos que, somente um advogado dedicado e experiente nestas questões, pode lhe oferecer a tranquilidade indispensável.

Por isso, iniciamos a apresentação da PALMIERI & LYRA ADVOCACIA - empresa que representa competência, em experiência e prática, nessa área jurídica – esclarecendo, de forma sucinta, algumas dúvidas importantes, com informações preliminares sobre aspectos legais.

Ao longo de mais de 15 anos, estas são as questões mais frequentes que acolhemos no escritório:

1- Quando é necessário fazer INVENTÁRIO?

Sempre em que, com a morte, ocorra a sucessão de bens para herdeiros ou seja, sempre que a pessoa falecida possuir bens e herdeiros.

2 - Quando deve ser feito?

Com referência ao prazo para abertura do inventário ou arrolamento, pelo artigo 983 do código de processo civil, o procedimento de inventário e partilha deve ser aberto no prazo de 60 dias a contar do óbito e finalizar em doze meses subsequentes. A não observação desses prazos implica penalidades em relação ao pagamento do ITCMD (Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de quaisquer bens e direitos ). Além da perda de descontos (que é concedido quando o tempo de recolhimento desse imposto não exceder 90 dias, a partir da data da abertura de sucessão), gera encargos moratórios (multas sobre o valor a pagar pelo ITCMD). As multas prevalecem para óbitos a partir de 1º de Janeiro de 2002 e variam entre 10% (pagamento antes de 180 dias ) e 20 % no caso do recolhimento ultrapassar 180 dias do óbito. Avançando no tempo, pode ocorrer, até mesmo, o arquivamento do inventário.

3 - Preciso contratar um advogado?

A via extrajudicial é facultativa e pode ser feita diretamente no Cartório de Notas. Entretanto, é necessário que as partes (os herdeiros ) sejam maiores e capazes, que haja acordo em relação à partilha, isto é, que seja uma divisão amigável de bens e que o autor da herança não tenha deixado testamento. Entretanto, muitos herdeiros não tem tempo para assumir esse compromisso e outros, além da falta de tempo, sentem-se mais seguros com o acompanhamento de um advogado especialista no assunto que, além de assinar o inventário – o que é obrigatório – conduzirá os procedimentos legais - minutas, certidões, além de assegurar que o Inventário seja partilhado corretamente, observando também, os recolhimentos de custas com exatidão e dentro dos prazos etc. - tudo de forma zelosa, hábil e pelos meandros mais ágeis.

E, o que é importantíssimo, é preciso ter o conhecimento e a perícia no cálculo desse ITCMD que, até 2000, tinha uma fórmula diferente da adotada após esse ano de óbito. Para seu conhecimento, existem dois entendimentos em relação à incidência desse imposto: um deles é fazer o cálculo com base no valor venal do imóvel, atribuído pela Prefeitura e, outro, pelo valor atribuído pela Prefeitura para cálculo do IPTU. O que, PRESTE ATENÇÃO: pode ter uma diferença de mais de 10% do valor do ITCMD a pagar.

Importante anotar: Existem outras situações, que só um bom advogado especialista pode resolver com a sua prática e expertise: como particularidades a providenciar quando existirem bens em outros estados ou em mais de uma localidade ou no exterior, isso apenas para citar algumas possibilidades.

• O seu advogado de confiança, entre outras providências - incluindo as já citadas – cuidará de averiguações, levantamentos e regularização de débitos do autor, certidões negativas dos bens e do próprio "de cujus", junto a todos os órgãos públicos. O ADVOGADO é o porto seguro, é a Confiança de que tudo corra sem contra tempos e sob o rigor da lei. Evitando dores de cabeça e prejuízos aos familiares e herdeiros.

A mesma coisa podemos comentar em relação ao Testamento: Se não for testado nada diferente do que dispõe a Lei ou seja, se a pessoa arbitrar somente sobre a parte que lhe cabe da herança para sucessão de descendentes ou ascendentes, sem problemas, ela pode se dispor a ir ao Cartório e providenciar todos os trâmites, se quiser fazer seu testamento. Porém, se desejar dispor de seus bens, de forma diversa, terá, necessariamente, que fazer um testamento e outra vez: o ADVOGADO é o indicador do passo certo, do fazer direito e não deixar margens para contestação ou anulação.

4 - Quem deve cuidar?

O INVENTARIANTE, é definido por ordem natural de sucessão: DESCENDENTES (cônjuge, filho mais velho) na ausência dos mesmos, vêem os ASCENDENTES: (avós, pais, tios, sobrinhos). O Inventariante tem a responsabilidade, a incumbência - encargo previsto por Lei - de administrar o espólio – que é uma massa indivisível - zelando pelos bens, conservando o estado e direito (receber locações, alugar) tudo em prol da herança. Ou os herdeiros podem, também, nomeador um administrador, que igual a qualquer Inventariante, terá que prestar contas.

5 - Quanto vou gastar?

• Custas processuais, eventuais perícias, oficial de justiça, diligências isso, se a parte não gozar do benefício de assistência judicial gratuita que, o advogado cuidadoso, irá solicitar.
• O ITCMD que é de 4% sobre o montemor (patrimônio deixado pelo "de cujus") e cada herdeiro legatário deverá pagar seu quinhão desses 4%.
• Os honorários do advogado: Pela tabela da OAB – os honorários mínimos a praticar, totalizam 6% sobre os benefícios alcançados pelos herdeiros.

Portanto, em qualquer hipótese : amigável ou judicial – os honorários do seu advogado, pesam bem menos do que valem: O sossego e a tranquilidade dos herdeiros, durante todo o processo. A garantia de que tudo está sendo feito de forma correta - no tempo certo - sem prejuízo de nenhum legatário, que não houve qualquer engano de cálculos, de avaliações e de que conseguiu o benefício no calculo do imposto a pagar.

VÍDEOS - LEX NA WEB

Vídeos respondendo a questões importantes na área jurídica e contábil da sua empresa.

ATENDEMOS BRASIL E PORTUGAL

Ética, comprometimento e agilidade na busca de soluções criativas para seus clientes.

FOLDER DIGITAL

Atuamos de forma integrada para promover mais agilidade, confira.

GESTÃO JURÍDICA
Contratos, terceirização, prevenção de passivos trabalhista

Desenvolvido por Jurisite 2018 | Todos os direitos reservados.